17.12.16

PRESIDÊNCIA DA CÂMARA MUNICIPAL EM DISPUTA

Os 15 diplomados

Pelo grupo da atual prefeita ter eleito nove vereadores e o do prefeito eleito apenas cinco, algum desavisado poderia imaginar que já está certo que Magno Bacelar terá que aguentar um opositor na presidência do legislativo municipal, mas não é bem assim. Há muitos vereadores eleitos com pretensão no cargo e muitas idas e vindas ainda vão ocorrer para definir quem vai lograr êxito. 

Troca de Candidato

Belezinha quer eleger Itamar Macedo. É o nome de confiança dela. Porém, a ainda prefeita vendo sendo aconselhada a escolher outro nome para segurar três dos seus aliados que estão em diálogo aberto com o grupo do prefeito eleito.

Baleco de Novo

Azarão que deu certo em 2013, o perfil articulador de Nonato Baleco pode ser o escolhido. O vereador passou rapidamente pela comemoração da diplomação do prefeito eleito e conversou com o Blogue admitindo a pretensão de dialogar com todos. "O melhor para a Câmara e para o município de Chapadinha será uma chapa que tenha vereadores dos dois grupos políticos, que resultaria em fortalecimento do poder legislativo municipal", se limitou a dizer diplomaticamente.

Disputa Dos Cunhados

Enquanto isso, no grupo de Magno os dois candidatos tidos como naturais para a disputa são seus cunhados. Vereadores de primeiro mandato, mas com histórico parlamentar nas famílias, o irmão da esposa, Junior Carneiro, e a esposa do irmão, Marcely Gomes, aguardam posicionamento mais claro do prefeito eleito sobre a disputa. A ida de Marcely para uma secretaria pode abrir caminho para Junior.

Missecley Também De Olho

Única vereadora reeleita no grupo de Magno, a vereadora Missecley Araújo também espera ser lembrada depois de ter passado quatro anos na oposição a Belezinha.

Marcelo Solto

Por não ter sido eleito nem no grupo de Belezinha, nem no grupo de Magno, o vereador Marcelo Menezes é o mais independente nessa disputa e seu apoio pode ser decisivo para a escolha dos candidatos.

Magno Não Se Mete

O prefeito eleito segue dizendo que este é assunto dos vereadores e não vai se meter na eleição da mesa diretora. "Vou dialogar institucionalmente com qualquer um que for eleito", afirma.

Não é Nada, Não é Nada, Mas...

Por menor que seja a possibilidade de Magno Bacelar ainda vir a ser cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é bom lembrar que, nesse caso, é o presidente da Câmara quem assume interinamente a prefeitura até a realização de novas eleições. O nome teria peso na definição de quem seriam os candidatos ou poderia ele mesmo disputar o voto popular.

Como Funciona

Na virada do ano, os 15 vereadores elegerão a mesa diretora votando entre duas chapas, cada uma com 6 nomes, e o presidente escolhido empossa o prefeito e o vice-prefeito.

O Blogue vai acompanhar tudo.

Foto: Blog do Foguinho

Nenhum comentário: